ALMA PORTUGUESA


A Revista bpm`s é, para mim, uma das revistas mais bonitas em Portugal. Tudo é pensado ao detalhe, o grafismo, a paginação, as cores, os conteúdos e as fotografias. Além de tudo isto, é gratuita e podem visitá-la online!
Há mais de uma ano que escrevo artigos ou entrevistas para todas as edições e são trabalhos sempre motivantes e desafiantes.
Nesta última edição, que podem espreitar aqui, escrevi um artigo sobre a Alma Portuguesa, um conceito único de Design de Ambientes inspirado na nossa história, nos nossos poetas e nas nossas palavras tão portuguesas, claro! Foi impossível ficar indiferente à forma poética como as irmãs Sónia Lavrador e Paula Nunes responderam às minhas perguntas!
Por isso, além de poderem ler o artigo na Revista bpm`s, partilho no The Close Up, entrevista que me transportou para "mares nunca antes navegados" e que fez com que me apaixona-se "perdidamente" por esta Alma, felizmente Portuguesa!




TCUP- O que há de incrível em transformar, decorar ou reciclar um espaço?
Alma Portuguesa- O contar de uma história, quase como se estivéssemos num teatro, em que as nossas peças, decorações e pinturas são atores e no fim tudo faz sentido. 

TCUP- Como é que nasce a Alma Portuguesa? E porquê?
AP- A Alma portuguesa nasceu num contexto algo adverso, em que vimos o nosso percurso profissional de gestoras interrompido. Como ambas tínhamos áreas de paixão ligadas ao Design e Pintura e estávamos algo “desiludidas” com os números, decidimos avançar num projecto a dois numa área mais criativa e ligada às artes. 

TCUP- De onde vem a vossa paixão pelo design de interiores?
AP- A necessidade de criar está na base da nossa paixão por transformar peças e espaços. Gostamos verdadeiramente de nos esforçar para surpreender e despertar sentimentos com os nossos ambientes. 




TCUP- Qual é a filosofia da Alma Portuguesa e de que forma se faz sentir? 
AP- Os vectores essenciais do nosso trabalho são três: a paixão pela pintura, que está sempre presente em tudo o que fazemos; um gosto particular pela nossa história, tradições e herança cultural, que refletimos nos nosso trabalhos e a forma como damos atenção aos pequenos detalhes. 

TCUP- Onde vão encontrar a vossa inspiração?
AP- Essencialmente à nossa História, que é tão rica. 

A Alma Portuguesa fez uma remodelação total num prédio devoluto, com mais de cem anos na zona de Santa Catarina. É um verdadeiro museu repleto de tradicões e símbolos icónicos portugueses!

TCUP- O que houve de especial no projeto Santa Catarina?
AP- A profundidade da remodelação, uma vez que o prédio estava devoluto. Tudo foi mudado a nível de estruturas, espaços, eletricidade e canalização.
A nível de decoração, e dado se tratar de um prédio preparado para receber turistas, pretendeu-se criar uma montra do que é português.
Todos os espaços têm um tema, desde os Descobrimentos Portugueses, Poetas, Fado, Crochet, Azulejos, Elétrico 28, entre outros.
É uma casa com muitas pinturas, frescos, tetos em madeira, lustres de cristal, mobiliário vintage, loiça portuguesa antiga, azulejos e crochets, que surpreendem quem por lá passa.




TCUP- Falamos de uma recuperação profunda num prédio com mais de cem anos! A traça antiga é um fascínio para qualquer designer de interiores? Quais foram os maiores desafios e que transformações fizeram?
AP- O objetivo da alma portuguesa foi manter tudo o que encontrou de característico da construção original. Em espaços degradados como este, manter o original, é um desafio grande e complexo. Por exemplo: recuperar e tornar visível as antigas construções em gaiola pombalina, recuperar tetos em madeira, paredes em pedra, etc. Quando a degradação era intensa, sendo necessária a sua substituição, fez-se uma réplica do tipo de construção ou técnica de outrora.
As maiores transformações ocorreram no piso inferior, pois tratava-se de um espaço bastante degradado e com um pé direito em algumas zonas de apenas 1.75m. Houve necessidade de escavar de forma a tornar o espaço habitável. O desafio foi ainda reconverter o que poderia parecer uma cave num espaço alegre e luminoso.

TCUP- Que características com alma tinha este espaço? 
AP- Neste prédio centenário, o tipo de construção é fascinante: sem betão, tudo feito com muita madeira, pedra e massa de areia. À medida que foram decorrendo as obras, fomos destapando paredes e descobrindo pequenos tesouros, incluindo azulejos antigos e balas de canhão! 
Na Alma Portuguesa a magia está nos detalhes?
Sem dúvida, onde mais é possível  ler um livro com o nosso Fernando Pessoa, navegar nas Caravelas portuguesas, sonhar com belas sereias, viajar no Eléctrico 28 ou cantar um fado com a Amália? Na alma portuguesa, é claro!




TCUP- Vocês pintam e reciclam móveis e espaços. Manter a alma mas dar uma nova perspectiva é o vosso objectivo?
AP- Adoramos reaproveitar objetos antigos, por vezes já com sinais de algum envelhecimento, e que se deixaram de tornar úteis, e incluí-los na decoração de determinados espaços. Para criar ambientes com alma, o primeiro passo é ir buscar objetos que tenham as suas próprias histórias, tudo faz mais sentido e a comunicação fica mais fácil. Por isso recorremos muitas vezes a peças de mobiliário antigo, que sendo recuperadas e pintadas de cores mais atuais, enchem de vida e alma os nosso ambientes.

TCUP- Esta alma portuguesa, criativa e original, revolucionou a vossa vida?
Este projecto veio encher a nossa vida com muitas histórias, com poetas, com fadistas, com marinheiros, e é com todos eles que partilhamos hoje os nossos dias.

TCUP- Uma empresa jovem, empreendedora, original. Qual o segredo do vosso sucesso? 
AP- Somos duas irmãs com competências diferentes e que se complementam, nas áreas do Design de Interiores, Design Gráfico, Marketing e pintura. Esta complementaridade, aliada a uma base sólida de gestão, permite-nos pensar de forma artística sem esquecer o lado mais prático e funcional dos projetos.
O segredo está à mostra, na paixão que dedicamos ao que fazemos, aos pequenos detalhes e à enorme fonte de inspiração do que é Português.




TCUP- Um espaço conta uma história. Que histórias incríveis se contam na alma portuguesa?
AP- Na Alma Portuguesa todos os dias contamos histórias de encantar, sobre lindas camas de verdadeiras princesas, de penicos e tachos que um dia viram candeeiros, de poetas que conseguem descrever o amor como ninguém, de Galos que ganham vida depois de cozinhados, de camponesas que enviam lenços aos seus namorados. Portugal é um país com histórias e tradições incríveis, uma inspiração para todos nós. 

TCUP- Pessoas incríveis não surgem por acaso. Mas foi um golpe do destino esta mudança de vida? Ou o acaso não existe?
AP- Quer tenha sido um golpe do destino ou o acaso, hoje sentimo-nos mais livres e motivadas nesta aventura.

TCUP- Até onde querem levar esta Alma Portuguesa?

AP- A nossa maior ambição é continuar a desenvolver esta atividade com paixão e alegria. Só dessa forma, com muita alma, continuaremos a crescer e a partilhar tudo o que temos de bom neste país.






Obrigada, Alma Portuguesa!


O The Close Up no Facebook, aqui!

1 comment:

  1. Adoro este estilo vintage e tenho algumas peças destas aqui expostas:-)

    http://thelifestyleandfashion.blogspot.pt

    ReplyDelete