"CONTOS DE NATAL"... SAÍDOS DA CONCHA

Já não é a primeira vez que convido a Constança Cabral para uma entrevista no The Close Up! Quando me deparei com o trabalho da Constança no bonito e intimista Saídos da Concha fiquei deslumbrada e desafiei-a para uma entrevista que pode encontrar aqui!

Este ano decidi convidá-la para esta rubrica especial "Contos de Natal" porque acho que a Constança vive esta época mágica como ninguém! Para começar, a sua morada é na Nova Zelândia, uma terra tão distante que nem consigo imaginar (apenas as paisagens do Senhor dos Anéis!), e onde é Verão (e para nós portugueses como é difícil não ter este frio em Dezembro!) e porque faz coisas tão bonitas e "fofas" como ninguém. 
O verdadeiro "Do It Yourself" mora aqui e já lhe valeu a publicação de um livro "Mãos à Obra", onde encontra um pouco de tudo, para todo o ano e em versão homemaking.
Admiro quem tem este talento de tornar tudo tão mais bonito, seja a simplicidade colher umas flores e colocá-las numa jarra ou criar os próprios embrulhos de Natal, com papel, tinta e grandes laços...

Conheçam o Natal da Constança! 
Sabe sempre bem ler uma bonita história nesta época e para esta aconselho uma boa chávena de chá e uma fatia de bolo de laranja caseiro!

Não há como viajar pelo universo de alguém tão interessante como esta mulher...





TCUP- Como celebras o Natal? Com tudo a que tens direito ou nem por isso?
Constança Cabral- Os nossos Natais são muito simples e bastante caseiros. Há já uns anos que não vamos a Portugal no Natal, por isso o Natal é celebrado em casa, com um almoço mais especial. Por muita falta que a família faça, gosto muito dos nossos Natais assim tão calmos.

TCUP- És uma mulher que gosta de tradições?
Concha- Uhm... nem por isso. Não faço questão de comer todos os anos bacalhau ou peru, por exemplo.

TCUP- Gostas da magia que se vive nesta época do ano?
Concha- Adorei as épocas natalícias que passei em Inglaterra. Vivíamos no campo e tudo estava coberto de neve, no bosque ao lado de nossa casa havia hera, azevinho, pinhas e todo o tipo de arbustos natalícios, e as idas à cidade eram sempre muito festivas. Na Nova Zelândia é Verão (um Verão fraquinho, mas não deixa de ser Verão) e parece que me roubaram o Natal! Acho que todo o imaginário do Natal no hemisfério norte se perde aqui...


TCUP- Vives muito a sério o lema Do It Yourself. O que vais fazer este ano para o teu Natal?
Concha- Estampar papel de embrulho, uma coroa para a porta de entrada, uma mesa festiva, uma árvore de Natal nativa da Nova Zelândia... vai aparecer tudo no meu blog!



TCUP- Gostas de preparar o mês ao pormenor? Afinal é o último do ano...
Concha- Nunca preparo nada, normalmente vou-me lembrando das coisas à medida que o mês se vai desenrolado (sempre em cima do acontecimento).

TCUP- Que lembranças tens do teu Natal em miúda?
Concha- O bacalhau com pencas na Consoada em casa do meu avô paterno e o sino que tocava depois da meia-noite, a assinalar a passagem do Pai Natal. A manhã de Natal com a minha mãe e o almoço em casa da minha avó materna (sempre peru, arroz, esparregado e batata-palha). 

TCUP- Mas o que representa a época natalícia para ti?
Concha- Alegria, empenho em dar prazer às pessoas de quem mais gostamos, paz e tranquilidade. 


TCUP- O que não pode faltar na Noite da Consoada e no Dia de Natal?
Concha- Hoje em dia, o meu marido e os meus filhos.

TCUP- O teu livro “Mãos à Obra” é um bom presente de Natal?
Concha- É o presente de Natal ideal! Está cheio de ideias para o ano inteiro e pode ser saboreado ao longo das estações.



TCUP- No final, depois das longas e calóricas refeições, dos presentes, da Árvore já quase desfeita... o que mais guardas na memória?
Concha- A alegria das pessoas com quem passei o Natal.


Se o Natal para ti fosse:


Um doce? 

Mousse de chocolate (receita no meu livro!)

Um prato?
Perdizes assadas.

Uma cor?
Encarnado.

Uma música?
Silent Night.

Um momento?
Quando as crianças abrem os presentes.

Um sentimento?
Amor.

Um desejo?
Paz.

Um presente?
Livros.



Querem saber mais?
Espreitem aqui!


Bom Natal, querida Constança!

Close Up no Facebook, aqui!

No comments:

Post a Comment