MARTA CARDOSO

Há mais de dez anos Marta Cardoso passava a porta que dava acesso à casa do Big Brother. A primeira edição do formato, onde tudo era fresco e revolucionário, agarrou os portugueses e marcou a vida da Marta, pessoal e profissionalmente. 
Catroze anos depois, é uma mulher completa e realizada, mãe e uma profissional de mão cheia, um dos rostos emergentes da TVI. Foram tantos anos a "observar" esta Marta na televisão que jamais poderia imaginar que um dia seríamos colegas de profissão. E eu gosto da Marta, aquela que os portugueses sempre acompanharam e a que eu conheço, sorridente e despachada, uma mulher prática e descontraída, inteligente, organizada e que merece cada degrau que conquista!


TCUP- O que é que a entrada no reality show mudou na tua vida?
Marta Cardoso- A entrada no Big Brother não mudou a minha vida porque ela ainda estava a começar. Eu era muito jovem e começava a construí-la com os olhos postos num futuro em comunicação (tinha acabado o 1º ano de faculdade). Portanto, na realidade, o programa foi o impulso que eu precisava para ter a certeza de que estava no caminho certo.

TCUP- És formada em Comunicação. Imaginarias que a tua relação com os media começaria desta forma?
MC- Claro que não. Mas foi a melhor aprendizagem que poderia ter tido! Foram precisos 10 anos (2000-2010) para que eu conseguisse trabalhar em televisão de forma permanente. Mas o que aprendi entretanto não tem preço e estou muito satisfeita com o caminho árduo que trilhei...

TCUP- A partir daí marcaste presença em muitos outros programas da TVI. Qual foi o que mais gostaste?
MC- São muitos… mas aquele que me deu mais gozo em termos pessoais (e não profissionais) foi o “Circo das Celebridades”. Eu já tinha 30 anos e foi bom perceber que o meu corpo ainda estava fisicamente apto para corresponder ao desafio proposto, que era algo que eu adorava e admirava desde miúda.


TCUP- Quando percebeste que o teu caminho profissional passaria pela televisão?
MC- A televisão é uma forma de comunicação que adoro, mas há mais. Estive vários anos na imprensa escrita e também na rádio e adorei, igualmente. Só há 4 anos é que trabalho exclusivamente em televisão porque as circunstancias o permitiram. 

TCUP- O que mais te alicia neste trabalho?
MC- O facto de ser completo. Gosto tanto de trabalhar em frente às camaras como atrás delas, nos conteúdos e parte técnica. Este lado menos visível equilibra-me, permite-me dar azo a outras coisas que gosto como a criatividade.

(Com Nuno Eiró)

TCUP- Há mais de dez anos que vemos a te vemos na televisão mas afinal de contas quem é a Marta?
MC- A pessoa mais banal e normal do mundo mas com muita força de viver e vontade de partilhar coisas com o mundo!

TCUP- Sentes-te uma mulher realizada?
MC- Muito!

TCUP- Como é o teu outro lado? O que gostas de fazer nos tempos livres?
MC- Sou muito palhaça e bem-disposta, adoro estar com o meu filho e amigos, dizer disparates, fazer exercício físico e estou sempre pronta para desafios, de qualquer espécie e adoro fazer coisas novas!


TCUP- Neste momento, és repórter do programa Câmara Exclusiva da TVI Ficção. É um novo desafio?
MC- É um óptimo desafio. Trabalhar num canal por cabo dá-nos outra perspectiva, diferente da generalista, e uma bagagem incrível! Estou a adorar!

TCUP- Marta... “de onde vens e para onde vais”?
MC- Venho de um percurso longo e outro tanto me espera… por isso procuro viver o presente com a máxima intensidade e gratidão possível porque o passado já lá vai e o futuro não existe!

Todos os dias na TVI Ficção (canal 11 da Meo) a Marta Cardoso marca presença na Câmara Exclusiva.
Fiquem atentos!

Obrigada, Marta!

No comments:

Post a Comment