Ao ritmo da música

DJ Chus é um nome incontornável da música electrónica. Toca nos melhores clubs, desde Ibiza, a Nova Iorque, passando por Los Angeles e Miami. Nasceu em Madrid, Espanha, em 1971 e desde cedo percebeu que a a sua vida iria andar ao sabor da música.
Com mais de 20 anos de carreira, vários hits, uma dupla com o DJ Ceballos, produções com grandes estrelas e uma marca própria, a Stereo Productions, é impossível ficar indiferente a este guru da música.



TCU- Quantos anos comemoras de carreira?
CHUS- Comecei a tocar no final dos anos 80. Em 1989, tive o meu primeiro trabalho como DJ residente numa discoteca chamada Alien. Desde aí, passaram 23 longos e imparáveis anos. Como o tempo voa!


TCU- Como começa a aventura pela música electrónica e pela produção musical?
CHUS- Começa muito cedo, lembro-me que o meu pai adorava música disco e soul dos anos 70 e 80, ouvíamos as suas cassetes no carro, cassetes que ele mesmo gravava com os hits da época. E eu adorava até que um dia comecei a fazer os meus próprios remixes  com músicas que ouvia na radio, levava o walkman para todo o lado. Mais tarde, quando comecei a sair à noite com os amigos, enquanto eles "conquistavam" raparigas, eu passava horas atrás da cabine do DJ para ver o que ele fazia, tinha um fascínio por tudo aquilo.


TCU- Não é um estilo nem escolha de vida vulgar, como concilias a vida profissional e a vida familiar?
CHUS- Não é nada fácil. Com este trabalho tenho de viajar praticamente todas as semanas, sobretudo para os EUA, por isso, passo grande parte da minha vida dentro de um avião. Tento planificar e organizar tudo para ter pelo menos um fim de semana livre por mês e poder dedicar-me à minha familia. Não é tanto como queria mas ajuda! Quando é possível, fazemos algumas viagens juntos ou vamos para esse paraíso que é o Algarve, e quando estamos juntos tento que nada interfira para desfrutar ao máximo esses momentos.


TCU- É possível na mesma semana estares a tocar em Ibiza, NY ou Singapura?
CHUS- Estar na América e na Ásia na mesma semana seria difícil mas faço loucuras como tocar em Ibiza a uma sexta e sábado em Los Angeles, domingo estou em NY para regressar a Espanha e tocar nessa mesma segunda em Ibiza novamente. Dito assim até parece de doidos mas acredita que é muito comum na minha profissão.

TCU- Qual o melhor e o pior da tua profissão?
CHUS- O melhor é poder viver e fazer o que gosto, que é música. O pior é a solidão, todas as horas que passo fora de casa, num aeroporto, num avião, num quarto de hotel. Parece uma contradição porque dá a sensação que estamos rodeados de acção e de pessoas, mas passamos muito tempo sozinhos.

TCU- Qual o local mais emblemático onde já tocaste?
CHUS- Há vários lugares no mundo onde gosto de tocar mas posso destacar o Club Stereo em Montreal, que curiosamente nasceu ao mesmo tempo que a minha editora e com o mesmo nome. É um lugar que foi construído por e a pensar no DJ, o público que ali vai sabe que quando entra se entrega de corpo e alma à musica. Outros locais também muito importantes na minha carreira são o Space de Miami e o Pacha de NY, onde sou residente.


TCU- Qual o melhor trabalho que já fizeste fora as tuas performances?
CHUS- Bom, tenho uma filha maravilhosa, super inteligente e lindíssima, tal como a sua mãe, e posso dizer que ela é o que de melhor e mais bonito já fiz! 

TCU- Como vai ser o Verão que se aproxima?
CHUS- Vou estar entre o Algarve, Ibiza e Estados Unidos. Tenho 14 datas em Ibiza, vou tocar no Space, Bora Bora, La Platge del Elephant e Pacha. Os dias livres, vou passá-los com a família em Portimão.

TCU- E qual  vai ser a música deste Verão?
CHUS- É uma pergunta difícil porque são muitas músicas, muitos estilos por onde escolher, cada momento tem uma banda sonora diferente mas posso dizer que estas músicas vamos seguramente ouvir este Verão, a começar pelos meus novos remixes para Jennifer Lopez do tema "Dance Again" e Shakira "Addicted to You" e também a nova música de David Penn feat. Max C, "Loving You" que é um autêntico hino ao Verão. Por outro lado, seguramente que alguns dos meus temas do novo álbum também terão algum destaque nas melhores festas de Ibiza, a minha aposta pessoal vai para "Beautiful World" e "This Time".






TCU- Quais os eventos musicais mais importantes e onde tens de marcar presença?
CHUS- Para mim, existem vários locais e eventos especiais como a WMC (Winter Music Conference) em Miami que se realiza todos os anos em Março, os Verões em Ibiza são presença obrigatória, o Amsterdam Dance Event, outra feira de grande prestígio internacional que se realiza em Outubro e também alguns festivais pontuais que vão acontecendo ao longo do ano por todo o mundo, que são referência para os jovens de hoje, e para muitos o primeiro contacto com musica electrónica.


TCU- Como nasce e qual o objectivo que tens para a Stereo Productions?
CHUS- Stereo é um sonho tornado realidade, o espelho da minha carreira, a forma para chegar ao público e o meu legado musical, a minha identidade, uma casa para muitos amigos de profissão e o tecto para todos os membros desta grande família. Nos anos 90, fui residente da discoteca Kadoc e a Stereo Productions nasceu da união das culturas espanhola e portuguesa. Quero continuar a fazer os fãs felizes e todos aqueles que como eu amam a Música, dando-lhes a qualidade musical de sempre, com ritmo, com groove e com raízes.

TCU-  Imaginas-te a viver de outra forma e a ter outro trabalho?
CHUS- Não, nasci para fazer isto, não imagino a minha vida sem música e não consigo viver sem desfrutar do meu público. Fico feliz por vê-los felizes!

1 comment:

  1. não conhecia... não sou amante de musica eletronica e dj's, o meu gosto musical é outro x) mas bom post!
    beijinhos*

    ReplyDelete